Novo ‘Golpista do Tinder’ pode pegar 4 anos de cadeia por perder acesso a carteira de Bitcoin

/
/
/
5 Views

Terminou sem sucesso a audiência realizada pelo tribunal da cidade portuária de Portsmouth, no sul da Inglaterra, na última semana, para tentar reaver 141,5 mil libras esterlinas, aproximadamente US$  184 mil ou R$ 866 mil pela cotação da moeda nesta segunda-feira (11), que teriam sido transferidas pela executiva de Dubai Amrita Sebastian para Richard Dexter, acusado de aplicar um golpe na vítima depois de conhecê-la em um aplicativo de relacionamento.

Ao ser preso em fevereiro, Dexter prometeu à Justiça que ressarciria a vítima usando uma carteira digital contendo 200 mil libras esterlinas em Bitcoins (BTC), mas, diante do juiz, ele disse que não tem mais acesso ao suposto patrimônio. Condenado a quatro anos e meio de prisão, metade do tempo em regime fechado, o novo ‘Golpista do Tinder’ poderá ter a pena aumentada em dois anos.

Segundo a imprensa local, Dexter disse que não tem acesso à carteira e apresentou, como contrapartida, a penhora de uma loja de donuts que ele teria montado. Ele ainda teria desconversado alegando que o BTC flutua minuto a minuto, ao ser indagado sobre o valor da carteira.

Não houve resposta de Dexter… para fornecer as informações necessárias. Ele claramente não está se envolvendo com os processos e hoje tem sido disruptivo. É bastante óbvio para mim que ele [disse que] devolveria o dinheiro imediatamente e ele tinha £ 200.000 em Bitcoin e desse recurso o dinheiro seria pago. Houve evidências de que ele tinha amplos bens, diz a decisão judicial, que estabeleceu um prazo de 28 dias para que Dexter pague a dívida além de ter estabelecido uma ordem de confisco de bens.

Após o prazo, caso a dívida não seja paga, o réu poderá ter a pena aumentada automaticamente em dois anos.

Segundo os promotores,  Dexter conheceu Amrita no aplicativo de namoro Tinder em 2015 e passou a compartilhar informações consideradas íntimas a fim de passar para a executiva a imagem de investidor e conseguir tirar dinheiro da vítima. De acordo com as investigações, o golpista conseguiu que a milionária enviasse as 141,5 mil libras esterlinas alegando que tinha 4,2 milhões de libras esterlinas em investimentos, quando, na verdade, só tinha 37 centavos em uma conta que nem era dele.

No início do ano um casal também foi detido nos Estados Unidos acusado de lavagem de US$ 3,6 bilhões em Bitcoin da Bitfinex. Na ocasião, um juiz federal confirmou a decisão de conceder liberdade provisória à esposa Heather Morgan, enquanto o marido Ilya Lichtenstein foi enviado para prisão preventiva, porque ele tinha o motivo e os recursos para fugir e poderia se tornar um risco de fuga, conforme noticiou o Cointelegraph.

LEIA MAIS:

Siga-nos nas redes sociais

Fonte de dados: Cointelegraph

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :